quarta-feira, 1 de junho de 2011

Clima de guerra marca o jogo do Santos contra o Cerro pela Libertadores no Paraguai

Victor Zacharias

A equipe do Santos vem sofrendo, para o jogo de hoje contra o Cerro, uma pressão violenta da torcida paraguaia.
Bilheteria do estádio paraguaio
O jornal ABC mostra que 17 torcedores foram presos ontem por soltarem bombas em frente ao Hotel Sheraton para não deixar os jogadores do time santista dormirem. Em outra ataque, este em frente as bilheterias, vidros foram quebrados, e mais dois foram presos.
Os jogadores do Cerro que irão marcar Neymar em entrevista o chamaram de palhaço.
Imas, que é procurador, disse para as emissoras de rádio, que está fiscalizando para dar todas as garantias aos paraguaios e brasileiros, neste sentido montaram um aparato policial e de fiscalização especialmente planejado para o evento.
Não sei se dá para confiar na segurança oferecida pelos paraguaios, mas o jogo promete ser difícil, tanto em campo como fora dele.

3 comentários:

Edu Maretti disse...

O fato é que Neymar dançou, deu risada e adorou a festa. E, de gorjeta, ainda fez um golaço!

Anônimo disse...

O Santos jogou bem... mas os seus torcedores fizeram vergonha também, tanto que 62 estão presos no Paraguai por causar disturbios e roubos na hora da volta.

Victor disse...

É verdade, os paraguaios ficaram bravos com a derrota e com a atitude dos torcedores, que acabaram revidando, equivocadamente, as pedradas que receberam. Leia um dos comentários: 1) Es una vergüenza que las autoridades permitan semejante vandalismo! Las instituciones del país DEBEN funcionar! Andá intentá hacé algo parecido en Brasil! Ni un segundo! 2) Estos brasileños hipócritas! A ver si la televisión brasileña muestran en sus noticieros o documentales las barbaridades cometidas por su paisanos! Fungen de moralistas, critican al Paraguay! Y ellos? que vean la viga en sus ojos antes de ver la paja en el ojo ajeno! Manga de idiotas hipócritas!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...